COMBATER A INSÔNIA NA TERCEIRA IDADE

Combater a insônia ajuda a ter mais qualidade de vida e bem estar. Dormir bem garante um dia mais proveitoso e com mais autoestima.

COMBATER A INSÔNIA NA TERCEIRA IDADE

Combater a insônia ajuda a ter mais qualidade de vida e bem estar. Dormir bem garante um dia mais proveitoso e com mais autoestima.

Comum a partir dos 65 anos, mas não normal, a insônia na terceira idade é caracterizada pela dificuldade de iniciar o sono ou de continuar dormindo. Dormir menos do que o corpo precisa implica, consequentemente, em um dia ruim, cansativo. Isso pode agravar outros problemas físicos e emocionais e incidir na qualidade de vida. A função cognitiva também pode ser afetada. Em outras palavras, combater a insônia significa viver mais e melhor.

A insônia pode ser, em outras palavras, um alerta para problemas, como transtornos mentais ou incontinência urinária. A Insônia pode ser diagnosticada a partir de um exame especializado chamado polissonografia.

Em primeiro lugar, é importante criar rotinas de cuidado para combater a insônia. Uma noite bem dormida precisa de preparo, de um “clima” adequado, além disso, de um ambiente montado para esse momento. Além do conforto, do cuidado com a luz, posteriormente, fique atento a outros fatores que podem melhorar a qualidade do sono.

Fique atento:

  • Pratique exercícios e atividades para correção da postura;

  • Evite o uso de aparelhos eletrônicos, desligue-os bem antes de tentar dormir. A luz do celular, por exemplo, inibe a produção de melatonina, que é o hormônio do sono;

  • Estabeleça horários para se deitar e se levantar todos os dias. Crie uma rotina;

  • Evite bebidas estimulantes antes de dormir, como as que contêm cafeína, por exemplo;

  • Use colchão e travesseiros confortáveis;

  • Não faça ingestão de alimentos pesados nas horas próximas a dormir;

Claro, cada pessoa tem uma rotina, um ritmo e uma necessidade de horas dormidas para ter mais qualidade de vida. O importante é ficar atento aos cuidados e adaptar às dicas a cada necessidade.

Se os problemas para dormir são recorrentes, ou se há uso de remédios com frequência para dormir, o importante é consultar um profissional da saúde. Nada automedicação! O uso indiscriminado dessas drogas pode afetar de forma negativa o corpo. Chás e outros produtos naturais podem ajudar nesse momento também.