Depressão pode atingir 40% dos pacientes com Alzheimer e manter a mente ativa pode ajudar

Depressão pode atingir 40% dos pacientes com Alzheimer e manter a mente ativa pode ajudar

O que pode acontecer na depressão em pacientes com Alzheimer é que as duas doenças podem ter sinais e sintomas similares. Não deixe de ter o acompanhamento de um profissional.

Aproximadamente 40% dos pacientes com a Doença de Alzheimer sofrem, também, de depressão. O diagnóstico pode ocorrer na fase inicial. É quando o paciente ainda não possui tanto comprometimento cognitivo e isso pode confundir o diagnóstico da doença.

O que pode acontecer na depressão em pacientes com Alzheimer é que as duas doenças podem ter sinais e sintomas similares. Por exemplo: apatia, perda de interesse em atividades antes prazerosas, retraimento social e isolamento, problemas para se concentrar, pensamentos confusos.

Além disso, a comunicação desses pacientes é dificultada pela Doença de Alzheimer. A pessoa nem sempre consegue expressar sentimentos que podem estar associados à depressão, como tristeza.

Nesses casos, mas não só, a rede de cuidadores é essencial para a pessoa com Alzheimer. Quem cuida pode traçar estratégias, também com ajuda profissional, para que a pessoa consiga lidar com esses momentos de tristeza, muitas vezes profunda.

Começar do zero! Nunca é tarde para aprender algo novo e exercitar a mente

Nossa disposição de aprender, gerar memórias e armazenar depende da neuroplasticidade.

Essa é a capacidade de adaptação dos nossos neurônios de fazer novas conexões e melhorar de acordo com os estímulos e o ambiente de cada indivíduo.

De fato, nossa rede de neurônios é mais ativa e estimulada quando somos crianças do que quando somos mais velhos. No entanto, esse processo não para.

Por isso, no envelhecimento, é muito importante continuar estimulando o cérebro. Nunca é tarde para aprender uma nova língua, fazer um curso, aprender um esporte, novos jogos. São múltiplas possibilidades de estimular o cérebro e gerar novas experiências.

Nossa mente não para e nem nossa vida. Não deixe a depressão chegar até você! Estimule seu cérebro. Se reinvente e ouse novos aprendizados e trocas de saberes.

A terceira idade é uma oportunidade sim, de viver novas experiências e isso depende de cada um de nós!