DOENÇA DE ALZHEIMER E DEMÊNCIA – SAIBA QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS

DOENÇA DE ALZHEIMER E DEMÊNCIA - SAIBA QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS

DOENÇA DE ALZHEIMER E DEMÊNCIA – SAIBA QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS

Doença de Alzheimer e demência – Estima-se que 1 milhão de pessoas vivam com demência no Brasil. Existem mais de 150 tipos diferentes de demência.

Muita gente faz confusão por não saber diferenciar doença de Alzheimer e demência. Falta informação e clareza, em geral. No Brasil, estima-se que 1 milhão de pessoas vivam com algum quadro demencial.

Doença de Alzheimer e demência

Demência

No geral, a medicina considera como demência as alterações que influem na cognição da pessoa. A cognição é a capacidade que cada individuo tem de, por exemplo, desenvolver percepção, memória, raciocínio, ou seja, fatores dos domínios ligados a inteligência.

Uma pessoa com demência tem “ofuscada” a visão da realidade. Um derrame cerebral, por exemplo, pode levar a um quadro de demência. Posteriormente, o indivíduo pode ter funções básicas cognitivas afetadas e não consegue entender a realidade que o cerca.

Existem vários tipos de demência causadas, inclusive, por fatores ligados a má alimentação. Estamos acostumados a perceber os casos demenciais só nos estremos, como os que chamamos de loucura, por exemplo.

Acabamos não nos atentando a outros fatores que podem desenvolver casos de demência, de “confusão das ideias”.

Doença de Alzheimer

São mais de 150 tipos diferentes de demência, incluindo Alzheimer, a mais comum de todas. É mais visível a partir da perca de memória. São pequenos lapsos que ganham mais intensidade ao longo do desenvolvimento do quadro.

A pessoa com Alzheimer começa a esquecer acontecimentos mais recentes, por outro lado, consegue ter vivas lembranças antigas. É comum a repetição de perguntas e retomar os mesmo assunto em diálogos.

O avanço da doença, afeta a cognição cada vez mais. A pessoa com esse quadro começa a esquecer o caminho do supermercado, por exemplo. Além disso, esquece de pessoas, e até de coisas básicas, como o que comeu, ou se comeu.

O quadro vai progredindo gradativamente para alterações de comportamento e personalidade: a pessoa fica mais agitada, se isola ou fica desinibida e até agressivo. Por fim, a doença de Alzheimer afeta as capacidades motoros e causa dependência total em um quadro praticamente vegetativo.